VÍDEOS INTERESSANTES! CLIQUE E ASSISTA!

Loading...

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Promoção Siemens


Promoção SIEMENS para leitores do Crônicas da Surdez (www.cronicasdasurdez.com)

A Siemens apóia este site, o Crônicas da Surdez, desde a criação, há quase um ano.
Sabemos que aparelhos auditivos não são baratos.
Por isso, o Crônicas da Surdez e a Siemens criaram a promoção de Dia das Mães especialmente para os leitores do blog.

As revendas da Siemens vão dar 50% de desconto na compra do segundo aparelho, ambos do mesmo modelo e para o mesmo paciente, até o dia 31/05/2011.

Como funciona??

Você envia um email para promocaocronicas@gmail.com e recebe uma lista de revendas participantes, imprime o voucher e apresenta na revenda na qual vai fazer a sua compra.

Não são todas as revendas da Siemens que participam dessa promoção, por isso, é preciso enviar o email para receber a lista e descobrir qual revenda mais perto de você está participando!

A promoção vai até o final do mês de maio.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Tragédia em Realengo

Palavras de Míriam Leitão, em sua coluna, no "O Globo".
Para ler o post/reflexão na íntegra, clique aqui!

Há tragédias sobre as quais não há nada a dizer, mas que o jornalista tem vontade de compartilhar, de avisar ao leitor que sente a mesma dor. Há tragédias sobre as quais se pode racionalizar, tentar entender. Em algumas, há a chance de algo confortador: pensar objetivamente nos passos a serem dados para evitar a repetição da infelicidade. Mas em momentos como agora, não há palavras.

...

O Brasil tem problemas, bem sabemos. Mas esse tipo de ataque inesperado, cruel, premeditado de um louco em uma escola, nós só estávamos acostumados a ver à distância, com perplexidade estrangeira. De repente, acontece na nossa porta e procuramos explicações. Os especialistas darão informações e o país precisa delas porque entender organiza a dor. Mas, sinceramente, eles sabem explicar outros tipos de violência: a do trânsito, que enluta tantas famílias diariamente; a provocada pelo tráfico de drogas, que arruína vidas tão jovens; a produzida pela ausência do Estado, tão frequente. Em cada uma dessas vertentes do absurdo cabe análise, explicação, estatística e estratégia de solução. Isso faz com que a tristeza seja enquadrada, organizada, superada. Os estudiosos sempre serão necessários nesse momento para explicar o que faz surgir uma pessoa como ele, como tratá-la, como famílias e pessoas próximas podem sentir o perigo. Mas mortes de crianças numa escola, provocadas por um louco que planejou seu crime com a frieza das mentes perturbadas, deixou uma carta sem sentido e morreu junto aos inocentes que atingiu, isso não é explicável.

...

É o momento do luto apenas. Das famílias, de Realengo, do Rio, do país. De perplexidade, espanto, raiva, mas sobretudo dessa tristeza funda. Dá vontade de pensar que quem sabe tenha sido só um pesadelo que aconteceu num país distante, numa escola longe daqui. Mas infelizmente isso ocorreu aqui mesmo; não podemos dizer aquela frase de sempre: “acontecem umas coisas estranhas nos Estados Unidos.” Temos que tentar entender e evitar fatos para os quais não estávamos preparados. Como os terremotos e os vulcões; as nevascas e os grandes furacões. Fatos que só aconteciam com os outros e não conosco.

Amanhã, prometo falar de assuntos destinados aos cérebros. Hoje, quero ficar aqui pensando na vida que poderia ter sido e que não foi, de dez meninas e dois meninos. Quero pensar nas mães, nos pais, irmãos e professores que viram e sofreram diretamente o que eu apenas entrevi. Quero esperar que todos encontrem consolo, de alguma forma. Que a escola volte a abrir as portas, se reorganize, cure suas feridas. Que a escola de Realengo, e todas as outras do país se dediquem a ensinar e preparar outros brasileirinhos para o futuro. Futuro que ontem foi roubado de dez meninas e dois meninos. Quero só ficar com você em silêncio pensando na vida.

Palavras de Míriam Leitão, em sua coluna, no "O Globo".
Para ler o post/reflexão na íntegra, clique aqui!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Dica de Filme: O Poder da Esperança


O filme conta a história verdadeirade Richard Pimentel, um brilhante orador com um passado conturbado. Retorna surdo do Vietnã. Encontra um novo propósito em sua vida que é introduzir pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

É uma boa dica para pessoas queperderam a audição na vida adulta – é o caso dele, que transforma o obstáculo em um novo trabalho, inclusive.

sexta-feira, 4 de março de 2011

"Eu quero comprar. Você pode me atender"

Vídeo sobre a experiência do Professor Neivaldo Augusto, na hora de comprar algo.


video

Fonte: .http://acessibilidadeparasurdos.blogspot.com
(Blog do Professor Neivaldo)

Sua pele também ouve


EdwinP
Sua pele também ouve

SÃO PAULO – Uma nova pesquisa comprova que diversas partes do corpo têm participação naquilo que você escuta. Cuidado: não são as paredes, mas sim sua pele que tem ouvidos.

Quando uma pessoa fala, utilizamos uma combinação de sentidos para compreender os sons saindo de sua boca. Os olhos, por exemplo, ajudam na percepção e observação de mudanças expressivas – quem nunca ouviu falar na técnica de leitura labial?

Para comprovar sua tese, os autores do estudo publicado na Nature, Bryan Gick e Donald Derrick, partiram de um fato simples: para pronunciar alguns sons, emitimos um leve sopro de ar.Mas agora pesquisadores da Universidade de British Columbia, nos Estados Unidos, afirmam que a pele também participa da audição.

Preste atenção: quando falamos palavras com as sílabas “pa” e “ta”, por exemplo, um leve sopro sai de nossas bocas. Já para dizer “ba” e “da” não emitimos esse ar. Os cientistas ligaram então pequenos e silenciosos aparelhos que sopravam essa mesma quantidade de ar na pele de voluntários enquanto eles escutavam uma série de sons.

Durante o experimento, Gick e Derrick constataram que os jatos voltados para as mãos ou pescoço faziam com que as pessoas se confundissem: ao escutarem “ba” ou “da” os voluntários na verdade diziam ter ouvido os sons “pa” ou “ta”

O trabalho poderia ser útil no desenvolvimento de futuros equipamentos de audição e até mesmo aparelhos de telecomunicação para deficientes auditivos

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

AJUDE A DIVULGAR: HOSPITAL CEMA

AJUDE A DIVULGAR: HOSPITAL CEMA, que é especializado em olhos, ouvidos, nariz e garganta está ameaçado de perder cota de aparelhos para deficiência auditiva pelo Sistema Único de Saúde (SUS) por falta de pacientes.

Se você conhece alguém que precisa do serviço, encaminhe para o CEMA.
A pessoa passará por uma avaliação clínica e receberá o aparelho gratuitamente.

•CEMA - Hospital Especializado

Rua do Oratório, 1.369 - Moóca - São Paulo - SP - Telefone: (11)2602-4000

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Site nacional de empregos para pcd´s(pessoas com deficiência)

Está no ar desde julho deste ano o primeiro site de empregos desenvolvido exclusivamente a pessoas com deficiência no Brasil, com objetivo de ser referência na inclusão do segmento no mercado de trabalho, que buscam empregar-se através da Lei de Cotas.

O site www.selursocial.org.br vai hospedar o Sistema Integrado de Vagas e Currículos para Pessoa com Deficiência, permitindo o cadastro, de forma gratuita, de seus currículos e que também visualizem as vagas disponíveis que serão cadastradas pelas empresas.

Maiores informações
www.selursocial.org.br